Polícia Civil discute extinção do cargo de escrivão e decide manter greve

De : Eliziane | Em : 09 de Abr de 2018

IMG_8564.jpg

A categoria cobra do governo o cumprimento do acordo firmado em 2015 com a classe.

A Polícia Civil do Piauí decidiu, na manhã desta segunda-feira (09/04), manter a greve deflagrada na semana passada em todo o Estado.  A categoria cobra do governo o cumprimento do acordo firmado em 2015 com a classe. 

Com a greve, as investigações e os registros de boletins de ocorrência nas delegacias ficam suspensos. De acordo com Constantino Júnior, presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Piauí (Sinpolpi), o governo do Estado não tem interesse em discutir com a categoria.

Foto: Divulgação Ascom

Foto: Divulgação Ascom

“Nossa categoria possui um agravante, porque o Estado vem descumprido um item do processo de dissídio coletivo de greve, feito ainda no ano de 2015, que garante o comprometimento do governo de encaminhar um reajuste salarial referente aos anos de 2016-2017-2018, porém, o Estado não cumpriu. Por conta disso, o Sinpolpi entrou com execução dentro desse processo, tendo como relator o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, que designou audiência de conciliação entre as partes. Essa audiência foi realizada ainda no mês de fevereiro deste ano e, lamentavelmente, não chegamos a nenhum acordo”, afirma o sindicalista.  

Foto: Divulgação Ascom

Foto: Divulgação Ascom

A categoria encontra-se ainda reunida para discutir a mensagem número 10 do governador Wellington Dias. A mensagem altera a Lei Complementar nº 37, de 09 março de 2004 e tem como objetivo transformar o cargo de escrivão de polícia em cargo de agente de polícia. Segundo a mensagem, a unificação das carreiras permite que o agente tenha uma maior qualificação no seu ingresso e na sua formação policial.

Foto: Divulgação Ascom

Foto: Divulgação Ascom

Os atuais escrivães passarão, após a publicação da Lei, a fazer parte do cargo de Agente de Polícia, sem prejuízo das promoções já realizadas. Já os atuais agentes de polícia civil passarão por curso de capacitação na ACADEPOL para exercerem as atribuições específicas da Lei. Também a partir da publicação da Lei, fica extinta a nomenclatura de Escrivão de Polícia das carreiras de policial civil.

 

Foto: Divulgação Ascom

Foto: Divulgação Ascom


Fonte: Portal AZ

Compartilhe: